Como são fabricados os termo retráteis?

Aqui no blog a gente já abordou diversas vezes sobre os termo retráteis, falamos sobre suas finalidades, variações, tipos de aplicação, como aplicá-los e também sobre sua composição química. Mas você já se perguntou como essas maravilhas multiuso são fabricadas? É isso que vamos mostrar a você, neste artigo.

Antes de começarmos a falar sobre o processo de fabricação dos termo tubos, vamos dar uma pincelada a respeito da sua composição. Se você quiser ler o artigo que fala especificamente sobre este assunto, clique aqui.

do que são feitos os termo retráteis?

Os tubos termo retráteis ou espaguetes termo contráteis são termoplásticos composto de polímeros que podem ser poliolefinas, fluoro polímeros, neoprene, elastômero de silicone ou Viton. O tipo de polímero que será usado para a confecção dos tubos vai depender da finalidade para a qual esse material será destinado.

Os T2Z, termo retráteis padrão disponíveis no site da Termotubos, por exemplo são compostos de poliolefina, um material mais simples em comparação com o neoprene ou Viton, porque são destinados a baixas tensões (até 600 V) e não possuem tanta resistência à radiação UV, no entanto eles dão conta do recado.

processo de fabricação dos termo retráteis

O processo de fabricação de um termo retrátil se inicia com a escolha do material, o que vai definir suas aplicações no futuro. Junto à essa matéria-prima são adicionados outros componentes como corantes e estabilizadores. Em seguida toda esse composto passa por um processo chamado de extrusão – que consiste em aquecer o material até que ele se funda forçando-o a passar por uma matriz, tomando a forma de balão longitudinal. Nesta etapa o termo retrátil já está com o diâmetro pós encolhimento.

Durante essa etapa o material é bombardeado com elétrons por intermédio de um pequeno acelerador de partículas – processo chamado de reticulação física. Esses elétrons vão provocar a destruição das moléculas de ar no interior do material e a liberação de moléculas de hidrogênio para criar uma memória no termoplástico. Em sequência o polímero é aquecido um pouco acima do seu ponto de fusão cristalino e expandido em diâmetro – muitas vezes isso é feito em câmaras à vácuo.

Ainda em estado expandido o material é resfriado rapidamente definindo o diâmetro dos tubos nas dimensões em que serão comercializados. Sendo assim, por ter passado pelo processo de criação de “memória” no termoplástico, ele voltará ao seu estado inicial, quando for aquecido novamente. E assim a mágica acontece.

QUEM INVENTOU OS TERMO RETRÁTEIS?

Os tubos termo retráteis foram criados pela empresa Rychem Corporation no ano de 1962. A criação do produto veio através de pesquisas pós Segunda Guerra Mundial onde observou-se que a estrutura molecular dos polímeros se modificavam quando expostos a elevados níveis de radiação.

para concluir

A gente viu neste artigo que os termo retráteis são produzidos inicialmente em seu diâmetro pós encolhimento, isto é, na dimensão em que ele ficará depois de aquecido. Em seguida ele é expandido no diâmetro em que vai ser comercializado. Resumidamente, o que ele faz é voltar ao seu estado inicial quando foi extrudado.

O processo de fabricação dos termo retráteis como descrito proporciona aos tubos além da capacidade de contrair, muito mais resistência, resiliência e muita versatilidade.

Leia e conheça muito mais sobre os termo retráteis aqui nosso blog.

inscreva-se em nossa newsletter

Conectando você aos nossos conteúdos…
Pronto! Agora você está inscrito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.