Saiba tudo sobre os termo retráteis especiais.

Neste artigo vamos falar sobre os termo retráteis especiais, dos quais envolvem o TAW, T5K, T2E, T23, todos disponíveis no site da Termotubos. Essa classe de tubos é chamada assim devido a algumas características que os diferenciam dos tubos padrões, como suas finalidades, aplicações, temperaturas de trabalho e composição química.

termo retrátil t23

O primeiro termo retrátil especial dessa lista é o T23. De forma geral este pode até parecer um termo tubo padrão, visto que ele é composto de poliolefina, não possui parede dupla, portanto não é adesivado, está disponível em diversas cores e também é destinado à tensões de até 600 V.

No entanto o que torna este termocontrátil diferente é o seu fator de contração 3:1. Este fator permite que o espaguete termocontrátil seja utilizado, por exemplo, em cabos e fios com plugs em suas extremidades. Muitas vezes alguns plugs são maiores que o diâmetro do próprio cabo e para que seja possível proteger o material é necessário que o diâmetro do termo retrátil seja maior que o plug, e consequentemente maior que cabo.

Porém ao utilizar um diâmetro um pouco maior, é provável que mesmo encolhendo o termo retrátil ao máximo, ele ainda apresente uma folga em relação ao cabo, por isso a contração de 3:1 do T23, pois desta forma o tubo conseguirá chegar até o cabo.

termo retráteis para altas temperaturas – t5k, t2e e taw

t5k

Dos termo retráteis destinados a operar em temperaturas mais elevadas, o T5K é o que opera em menor temperatura, contudo comparado aos T2Zs padrão sua resistência é um pouco maior. O tubo é capaz de suportar temperaturas de até 150 °C e seu material de composição é o fluoreto polivinilideno.

Seu fator de contração é de 2:1 e sua temperatura inicial de encolhimento é de 75 °C, atingindo sua contração total a 150 °C. Para fazer a contração deste tubo um soprador térmico já é o suficiente.

Se você quiser saber como utilizar corretamente um soprador térmico e quais cuidados devem ser tomados com o equipamento leia os post: 3 dicas de segurança para usar o soprador térmico e Para que serve um soprador térmico?

O T5K é indicado para uso em situações que exigem um material mais resistente ao calor como em automóveis e atividades que tenham possíveis contatos com chamas, além é claro de aplicações elétricas e eletrônicas.

t2e

Composto de fluoroelastômero modificado ou Viton, o T2E é um termo retrátil para aplicações ainda mais extremas que o T5K. Sua temperatura de operação é de 200 °C com fator de contração de 2:1 e retardante à chamas.

O tubo se mantém íntegro em amplitudes de temperaturas entre -55 °C e 200 °C, sendo especialmente indicado para aplicações com grandes variações de temperatura. Sua resistência ao calor aliado a sua capacidade de retardar chamas permite utilizá-lo em motores de automóveis e aviões. O T2E também é utilizado para proteção de feixe cabos, a fim proteger equipamentos elétricos.

Consequentemente à sua resistência ao calor, a temperatura inicial de encolhimento do T2E, é de 175 ° C, cem graus centígrados a mais comparado ao T5K. Isso implica em um pouco mais de exposição ao calor quando utilizar um soprador térmico para encolher o tubo.

taw

Para finalizar essa classe de tubos termo retráteis, vamos falar sobre o TAW, o especial entre os especiais. Diferentemente dos dois últimos tipos de termo tubos, o TAW apresenta diferenças bastante significativas, como sua composição de Teflon (Politetrafluoroetileno), que proporciona ao material grande resistência a elevadas temperaturas, além de um excelente desempenho à temperaturas negativas de até -80 °C.

Sua temperatura de operação é de 260 °C e seu fator de contração é de 1,7:1, o que significa que o tubo depois de encolhido ficará com aproximadamente 59% do seu diâmetro inicial.

Você pode entender melhor sobre o que significa cada fator de retração dos termo retráteis lendo o post: Quais as contrações de cada tipo de termo retrátil?

O TAW é especialmente indicado para aplicações que exigem exposição à temperaturas extremas, podendo ser empregado até mesmo para proteger equipamentos médicos, pois sua resistência permite que o tubo passe por esterilizações em autoclave. Para contrair o TAW o mais indicado é usar um forno e aquece-lo uniformemente para evitar irregularidades na extensão do material.

Além da sua resistência térmica, o material ainda é capaz de suportar exposição à químicos agressivos. Aplicações nas indústrias militares, biomédicas, gráficas e químicas são apenas algumas das diversas áreas em que o tubo pode ser empregado.

para concluir

Você pode complementar o que acabou de ler com outros posts aqui do nosso blog e expandir ainda mais seus conhecimentos sobre termo tubos. Se precisar comprar alguns dos materiais citados nesta postagem, basta acessar nosso site ou clicar nos links destacados no corpo do artigo.

Conectando você aos nossos conteúdos…
Pronto! Agora você está inscrito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.