O que é poliolefina e qual o impacto ambiental da matéria-prima dos termo retráteis?

Antes de entendemos o que é uma poliolefina, precisamos falar rapidamente sobre os polímeros, o que vai servir de base para compreender a composição química do material e os impactos desses elementos no meio ambiente, bem como os métodos que podem ser adotados para minimizá-los.

O QUE É UM POLÍMERO?

As poliolefinas são polímeros que basicamente constituem-se de macromoléculas ou moléculas muito grandes formadas a partir de pedaços menores denominados monômeros.

Estes compostos químicos sempre estiveram por aqui e podem ser encontrados facilmente na natureza como no látex retirado das seringueiras ou nos polissacarídeos tais como a celulose. Os polímeros são encontrados até mesmo dentro dos organismos, como o glicogênio presente nas células do fígado e dos músculos de mamíferos, e também nas proteínas como a queratina dos cabelos e caseína do leite.

Existem ainda os polímeros sintéticos criados para fins comerciais como o nitrato de celulose ou celuloide, muito utilizado na indústria como uma alternativa ao uso do marfim.

E O QUE É A POLIOLEFINA?

Lembra que anteriormente dissemos que os polímeros são grandes moléculas formadas por pedaços menores denominados monômeros? No caso da poliolefina o monômero é uma olefina simples também chamada de alqueno, daí o nome poliolefina. A poliolefina é produzida por meio da polimerização da olefina. A polimerização de uma olefina etileno, vai dar origem a um polietileno, da mesma forma a polimerização de uma olefina propileno resultará no polipropileno.

A poliolefina é um polímero, em outras palavras, um plástico e por possuir elétrons fortemente ligados ao núcleo dos átomos de sua composição, o material não é condutor de eletricidade, portanto um isolante. A gente já falou sobre esse assunto por aqui quando abordamos a rigidez dielétrica e resistência química nos termo retráteis e você pode ler clicando aqui.

termo retráteis livres de metais pesados

Os termo retráteis vendidos pela Termotubos são livres de metais pesados como PBBs, PBBO e PBBE e atendem à diretivas da RoHS (Restriction of Hazardous Substances). Como os tubos são utilizados para isolamento elétrico a preocupação com a liberação de substâncias tóxicas através da fumaça em eventuais incêndios é uma das razões da ausência desses elementos. O fator ambiental também conta, visto que metais pesados ao serem absorvidos pelo solo, podem poluir lençóis freáticos e causar danos ao meio ambiente.

é possível reciclar os termo tubos?

A poliolefina é um material que pode ser reciclado e existem hoje tecnologias suficientes para que isso aconteça, contudo o custo desse processo o torna praticamente inviável. Separar, limpar, processar e tornar esse material novamente um tubo envolve muito custo e o impacto ambiental da reciclagem não seria significativo.

Uma alternativa a esse impasse é se valer do alto teor calórico desses materiais, portanto utilizar a poliolefina como matéria-prima para a produção de combustível sólido recuperado (CSR) é a saída mais indicada. Os CRS têm sido amplamente utilizados na indústria, como em fornos de cimento, usinas termoelétricas onde podem ser queimados de maneira controlada e substituírem os combustíveis fósseis não reparáveis.

para concluir

Vimos que apesar de existirem formas de reciclagem dos termo tubos, não existe ainda viabilidade econômica na realização desse processo, porém há formas de se reaproveitar a poliolefina para fins energéticos. No caso dos termo retráteis a ausência de metais pesados minimiza os impactos na natureza e também o agravamento de intoxicações em casos de incêndios.

Leia outras postagens aqui do nosso blog e conheça tudo sobre os termo retráteis e também sobre malhas expansíveis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.