Temperatura e contração nos termo retráteis.

A ideia básica de utilização de um termo retrátil é bem simples, certo? Basta apenas aplicar calor sobre os tubos e eles se contraem. No entanto, é primordial que alguns fatores relacionados à temperatura, aplicação e tipo de tubo, sejam observados antes desse processo, justamente porque são esses fatores que vão defini-lo.

Neste artigo vamos abordar cada um desses fatores e apresentar dicas para facilitar e agilizar o processo de contração de um termo retrátil.

FATOR DE CONTRAÇÃO

Cada tipo de termocontrátil possui seu fator de contração, que nada mais é do que a proporção aproximada do quanto um determinado tubo vai encolher em relação ao seu diâmetro interno inicial. No site da Termotubos, por exemplo, você pode encontrar tubos com fatores de contração de 1,7;1, 2:1, 2,5:1, 3:1 e 4:1.

Abaixo segue uma lista dos fatores de contração de cada tipo de termo retrátil disponível no nosso site.

ESPESSURA E TAMANHO DO TUBO

A lógica aqui é bem simples, quanto maior e mais espesso for o tubo, maior será o tempo de exposição ao calor, isso porque o tubo precisa atingir sua temperatura de encolhimento, e para que isso aconteça a distribuição de calor no termo retrátil deve ser uniforme.

Assim como para os fatores de contração, cada tipo de termocontrátil possui uma temperatura mínima para que ele comece a encolher e uma temperatura em que atinge a sua contração total.

COMO CONTRAIR UM TERMO RETRÁTIL?

Os termo retráteis padrões geralmente não apresentam dificuldades durante o processo de contração, ajuste a temperatura ideal com um soprador térmico e você verá o material encolher sem muito esforço. No entanto, alguns termo tubos exigem uma certa perspicácia, em especial os resistentes à altas temperaturas (TAW e T2E), que possuem uma temperatura inicial de encolhimento elevada. Por esse motivo, o uso de um forno é o mais indicado para contrair essa classe de tubos.

Ao contrair um TAW ou um T2E, com um soprador térmico, você vai precisar primeiramente ajustar a temperatura de encolhimento ideal, depois direcionar o ar quente para uma determinada área do tubo até que ela comece encolher e assim revesando, parte por parte do tubo. Mas preste atenção, esse intervalo de revesamento não pode ser muito curto, porque, lembrando, o material precisa atingir sua temperatura inicial de encolhimento. Sendo assim, se você movimentar demais o soprador não conseguirá um resultado satisfatório.

Usar um soprador térmico para uma extensão pequena de tubos como estes é válido, porém quando se lida com tubos muito compridos o ideal mesmo é usar um forno, para evitar rugas e irregularidades.

CUIDADOS NA HORA DE ENCOLHER UM TERMO TUBO

Apesar de existirem termo retráteis resistentes ao calor, isso não significa que eles não possam sofrer danos na hora do encolhimento. Todo termo tubo possui uma temperatura limite de resistência e é imprescindível que ela seja respeitada. Uma dica é se manter na amplitude entre temperatura inicial de contração e temperatura de encolhimento total, pois assim você evitará queimar o material.

03 FORMAS DE CONTRAIR UM TERMO retrátil

Secador de cabelos: ideal para o uso pontual e doméstico dos termo retráteis, pois é bastante acessível e fácil de utilizar, porém só é efetivo para alguns tipos de tubos, visto que o aparelho não possui potência suficiente.

Soprador térmico: é o mais indicado para o uso profissional dos termo retráteis, porque além de oferecer uma grande potência, o equipamento proporciona um controle bem mais preciso de temperatura. É indicado para praticamente todos os tipos de tubos, com algumas ressalvas, onde um forno é a melhor opção.

Forno: como citado anteriormente, o forno é a melhor indicação para a contração de tubos que precisam de uma quantidade maior de calor e para manter o material uniforme evitando irregularidades.

PARA CONCLUIR

Neste artigo pudemos entender melhor como lidar com os termo retráteis na hora de encolhe-los. Também conhecemos os fatores de contração, bem como as temperaturas de encolhimento iniciais e contração total dos termo contráteis disponíveis no site da Termotubos. Listamos formas de como contrair o material e ressaltamos os cuidados que devem ser tomados durante o processo.

Achou interessante o conteúdo e quer conhecer ainda mais sobre termo tubos? Leia outros posts aqui do nosso blog. Se interessou em algum dos produtos e quer adquiri-lo? Visite agora o nosso site ou entre em contato com a nossa equipe de vendas.

2 comentários em “Temperatura e contração nos termo retráteis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.